quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Boa Nova / Good New

A queda de pêlo dos nossos pugs diminuiu consideravelmente depois que substituímos a ração pela comida caseira. Uma ótima noticia em se tratando de pugs, que perdem pêlo o ano todo. 
O pêlo está muito sedoso e brilhante, o que significa saúde.

Nabuco´s Califórnia Black Jack
Our pugs do not shed that much since we replaced dry food for home made food. It´s a good new for pug's owners, as pugs shed all time. Their fur is very soft and shiny, and that means health.


segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Site de uma vet nutricionista / Website of a nutritionist vet

Adorei este site, vale a pena visitar
www.sonalivet.blogspot.com

Very nice website. It is written in Portuguese, hope you can translate
www.sonalivet.blogspot.com

Dúvidas / Doubts

Transcrevi aqui as dúvidas de uma criadora, que podem ser as mesmas de vocês:


P: Essa receitinha é dada no almoço e na janta todos os dias?
R: Essa é a quantidade por dia, que pode ser dividida em 2 refeições (o ideal) ou dada de uma só vez.

P: Vi o site da comida natural e eles têm um cardápio para cada dia da semana. Como você faz em sua casa? Insere verduras e legumes variados a cada dia?
R: O ideal é variar o máximo possível, como está no site www.cachorroverde.com.br . Mas aqui são 20 pugs e preciso fazer um planejamento, inclusive quanto a custos, sem prejudicar a qualidade da dieta. Compro num atacado onde tudo é muito fresco, e procuro pelas ofertas. Vario menos em função disso.


P: Existe alguma verdura ou legume que eles não podem comer?
R: A cebola é proibida e o espinafre deve ser dado só 2 vezes na semana. Não oferecer brotos dos vegetais. O site do Cachorro Verde fala sobre tudo isso.


P: E quanto ao ofereceimento de meat bones?
R: Aqui fica impossível oferecer um osso a cada um deles todos os dias. Substituo pelo pescoço de frango moído e adicionado à mistura. O osso é ótimo para recreação e limpesa dos dentes.



These are a breeder's doubts about our diet, that can also be yours:

Q: Is this diet given twice a day?
A: Yes, it is preferable, but can ge given once a day.

Q: How often do you vary the vegetables?
A: The best is to offer a different vegetable each day. Here I don't vary that much as we feed 20 pugs.

Q: Is there any vegetable that is forbidden?
A: Onion is forbiden. Spinash cannot be offered more than twice a week. Do not offer the burgeon of any vegetable. You can read more at www.cachorroverde.com.br 
This website is very nice, but written in Portuguese. May be you can translate into English.

Q: Do you offer meat bones?
A: As we feed 20 pugs, it is impossible to offer a meat bone for each one every day. We substitute them for the grinded chicken neck mixed with the hole food. But meat bones are very good for fun and to clean the teeth.

domingo, 25 de dezembro de 2011

pequena alteração na dieta

Pessoal, vamos comunicando todos os pequenos ajustes que julgarmos necessários na dieta dos nossos pugs. Passamos a usar o fígado de frango somente duas vezes na semana e nos dias restantes segue o pescoço de frango moído em seu lugar, aumentando assim a quantidade de cálcio na dieta. Eles estão mais saudáveis do que nunca! Não mais infecções urinárias de repetição, nem problemas gastrointestinais ou afeções de pele (tipo dermatite úmida) que aconteciam com frequência no tempo da ração. Os que têm tendência à obesidade estão em muito boa forma. Todos tomam menos água por ingerirem água no alimento, o que não acontecia com a ração seca. Estamos encantados com os resultados da comida! Na foto abaixo: a briga na grade que eles tanto adoram!

Hello everybody, we will comunicate you the changes needed in our pug's diet. We now offer chicken liver only twice a week. We replaced it for chicken necks on other days of the week, increasing the amount of calcium for them. They are healthier than ever! No more recurrent urinary tract infection, or gastrointestinal problems, or weeping dermatitis of the dry food time. The ones that have tendency to obesity are in very good form. All they drink less water now, because the food they eat contains water; it did no happen with the dry food. We are very excited about the good results! They are pictured below fighting through the fence. They love it!

Brigando pela grade/ Fighting through the fence

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Quantidade da Mistura / Amount of Food


Como nossos pugs têm uma vida ativa, com bastante espaço externo e interno para correr, vimos a necessidade de aumentar a quantidade da mistura pronta de nossa dieta. As femeas passaram a comer 275gr (ou 1 xícara e 1/4) e os machos 440gr (ou 2 xícaras) da mistura pronta por dia. Passamos a acrescentar diariamente a casca de ovo moída como suplemento extra de cálcio.

As our pugs have an active life with a lot of inside & outside space to run, we realized they need more food. The bitches now eat 275gr/day (1 1/4 cup of tea/day) and the males 440gr (2 cups of tea/day). We added grinded eggshell daily as an extra source of calcium.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Velhas Fotos 1 / Old Pictures 1

 São velhas fotos, muitas alegrias. Quero dividir com vocês.
These are old pictures, lots of joy. I wanna share with you.


Da esquerda para a direita: Betty Boop e Truck/ From left to rigth: Betty Boop & Truck



Viví & Victor

Bill com Papai Noel / Bill with Santa Claus

domingo, 11 de dezembro de 2011

Os olhos dos Pugs / Pug's Eyes

Pannus: mancha de cor marrom, de forma arredondada e irregular,  no canto inferior esquerdo do olho (seta) / Pannus: large brown spot in the left down corner of the eye. It is round and has irregular edges (arrow)



Pannus circundado em azul na foto / Pannus rounded in blue line in the picture
  

Pagamos alto preço por termos modificado tanto a raça, e os olhos dos pugs fazem parte disso. As desejáveis caras enrugadas podem provocar o entrópio, no qual as pálpebras se viram para dentro, fazendo atrito na córnea. A córnea é a parte transparente e mais anterior do olho (como o vidro do relógio). Outra patologia relativamente comum nos pugs é o olho seco, que também acontece com outras raças e com humanos. A lágrima produzida é insuficiente, e o olho trabalha como uma máquina sem lubrificação. O atrito das pálpebras agride a córnea e o vento resseca ainda mais os olhos, que ficam sem brilho e frequentemente apresentam uma secreção branca ou amarelada. Ambas as situações (o entrópio ou o olho seco) produzem na córnea uma reação de resposta auto imune, que pode levar à cegueira se não for tratada. É o Pannus (ou ceratite pigmentária) uma camada de pigmentação marrom que cresce a partir do canto interno dos olhos (foto acima). Essa camada vai se expandindo devagar até cobrir toda a córnea. Se o seu pug apresenta o pannus ou tem conjuntivites frequentes, leve-o logo ao oftalmologista veterinário. O entrópio deve ser corrigido cirurgicamente, e os que já têm o pannus devem usar a Ciclosporina pelo resto de suas vidas, sob a forma de pomada (preferível). Esta aumenta a produção da lágrima e inibe o crescimento do pannus. É um medicamento caro, mas imprescindível. Pode ser manipulado, o que barateia o seu custo e há uma farmácia em São Paulo que manipula a substância. Outra alternativa é o uso do Tacrolimus (somente manipulado), mas nossa experiência revelou melhores resultados com a Ciclosporina. Muitas vezes também é necessário associar-se o uso de colírio de corticóide, pois ele potencializa a ação da Ciclosporina. Introduzimos aqui o uso de uma substância conhecida de todos: a planta Aloe Vera, a babosa medicinal, de folha larga (fotos abaixo). Com uma gota da seiva da folha em ambos os olhos 1 ou 2 vezes ao dia, os olhos voltaram a ter brilho, não mais apresentando conjuntivites de repetição, mesmo nos casos de olho seco severo e não compensado pela medicação tradicional. Pudemos também suspender o uso do colírio de corticóide, que tem efeitos colaterais muito sérios para os olhos. Passamos a usar Aloe Vera, também com sucesso, na limpeza da dobra sobre o nariz.

Atenção!!! A Aloe Vera não substitui o uso da Ciclosporina.
Atenção!!! Usar somente a Aloe Vera, que é a babosa medicinal, de folha larga. Não usar a babosa de folha estreita, que é a Aloe Arborescens.


We pay a high price for having made so many changes in the breed, and pug's eyes are part of this. The desired wrinkled faces can cause enthropio, turning the lids inside and causing friction on the cornea (which is the outer transparent part of the eye, like the glass of a watch). Other relatively common pathology of pug's eyes is the dry-eye, that also happen in other breeds and humans. The tear produced is insufficient and the eye works like a machine without oil. The friction of the lids hurts the cornea, and the wind redraws the eyes, that become shineless and show frequent white or yellow outflow. Both situations (enthropio or dry-eye) produce an auto imune response by the cornea that can lead to blindness if not treated in time. It is the Pannus (or Pigmentary Ceratitis), a dark brown layer that begins in the corner of the eye, and spreads slowly through the hole cornea. If your pug has a pannus or frequent outflow in his eyes, take him immediately to the veterinary ophtalmologist. Entrophio must be treated by surgery, and those who have pannus must use Ciclosporine ointment in their eyes to the rest of their lives. Ciclosporine increases tear production and supress growing of the pannus. It is expensive but indispensable. It can be manipulated and usually is cheaper this way. Tacrolimus can also be used, but our experience showed better results with Ciclosporine. In severe cases of dry eye, corticosteroid eye drops must be associated to imrpove Ciclosporine's effect. We introduced here the use of a known plant in these eyes. It's Aloe Vera (pictured below). With 1 drop of the leaf's sap once or twice a day, these eyes turned shiny again, no more presenting repetitive conjunctivitis, even in cases only partially controlled by Ciclosporine plus corticosteroid drops. In these cases we could descontinue the use of corticosteroid drops, that are extremly damaging to the eye. Aloe Vera is also used sucessfully here to clean pugs wrinkle on the nose.  

Atention, please!!! Aloe Vera does not substitutes Ciclosporina
Atention, please!!! Use only Aloe Vera (large leaf), do not use Aloe Arborescens (narrow leaf)


Aloe Vera
Aloe Vera
Aloe Vera

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O Natal está Chegando / Christmas is Coming

 
Queridos amigos, o Natal está chegando. Fico feliz em poder dividir com vocês a vida dos pugs no Canil Nabuco e o esforço da nossa equipe para proporcionar a eles o melhor de nós. Afinal, eles merecem. Espero que esse blog seja útil em passar a vocês a nossa experiência. Queremos lembrar que a experiência de todos no manejo com os pugs é benvinda nos comentários desse blog. Um Feliz Natal a todos.

A foto foi tirada em 2007, e é uma homenagem aos que se foram. De todos, somente Helô ainda está aqui, e muito bem de saúde. Da esquerda para direita:  Truck, Helô, Bonitão, Bíbi, Vivi e Madonna. Saudades.


My dear friends, Christmas is coming. I'm happy to share with you the pug's life in Nabuco's kennel and our crew's effort to provide them the best we can. They deserve it. I hope this blog can be useful to carry forward our experience. I want to remind you that everybody's experience with pugs is welcome in the comments of this blog. Wish you all a Mery Christmas.

The picture was taken in 2007, and it is a tribute to those who have already crossed the rainbow bridge. Among them, only Helô is still with us, in a very good form. From left to right: Truck, Helô, Bonitão, Bebe, Vivi & Madonna. We miss them so much.

sábado, 3 de dezembro de 2011

Por uma Criação Responsável / For Responsible Breeding




Nabuco's Carmen Miranda e sua única ninhada (só amamentava se alguém ficasse ao lado dela). Note como a femea arfa enquanto amamenta. É preciso mantê-la em lugar fresco.
Nabuco's Carmen Miranda & her only litter (she only nursed with somebody beside her). Notice how the bitch gasps while nursing. She must be kept in a cool place.

Suponhamos que você nunca tenha tido um pug e que pretenda iniciar um canil. Como sugestão, convido você a visitar nosso site www.nabucopugs.com  e ler o item SOBRE O PUG. Lá você vai tomar conhecimento de considerações importantes sobre essa raça tão particular, de saúde delicada e que exige manejo específico. 
O conhecimento da raça só se consegue com a experiência. Recomendamos que você comece devagar, para ir aprendendo aos poucos e ver se é isso mesmo que você deseja. 
Comece abrindo uma poupança e, sem pressa, pesquise bastante para conseguir uma filhota de boa estrutura e boa linhagem. Espere por ela. Nada é garantido, pois você estará comprando uma promessa, mas mesmo assim não economize nessa hora. Ela será sua pet, terá o seu carinho e não deverá viver em canil. 
Somente no terceiro cio ela estará pronta para a reprodução. Para a cruza (geralmente por inseminação artificial), selecione um macho excelente, de um canil responsável e pedigree compativel, e leve-a onde ele estiver, para cruzar pelo menos 3 vezes em dias distintos. 
Só quando a ninhada chegar é que você vai saber se desejará repetir a experiência de ter lindos puguinhos em sua casa. A sua pug muito provavelmente não estará nem aí para eles, seja para amamentá-los ou limpá-los (ela quer é ficar com você!). Portanto há 90% de chance de você passar os 45 primeiros dias e noites colocando os babies para mamar a cada 2 ou 3 horas, limpando e mantendo a ninhada aquecida.  Só então você vai aprender com as complicações do parto, com as grandes chances de cesareana, vai lidar com mortalidade de filhotes (que aumenta muito quando a gente não sabe o que fazer para evitar), e vai chorar pra caramba quando isso acontecer. Você também vai ensiná-los pacientemente a comer a papinha.
Dois meses depois (e nunca antes) é que você vai tentar desesperadamente conseguir donos responsaveis, amorosos e com condição financeira para comprar aqueles filhotes tão sensíveis, e que você já ama demais por ter passado tanto tempo cuidando deles.
Independente das ninhadas, você vai ter que proporcionar ao(s) pug(s) do seu canil uma vida de convívio com os humanos, para ter pugs felizes e consequentemente saudáveis. É uma raça extremamente dependente
da companhia e do carinho humanos, senão eles adoecem (mesmo!!!). 
Se você for digno do amor incondicional de seu pug por você, vai cuidar dele até o final da vida. Se você for esse dono responsável, só com o tempo vai perceber que o seu retorno financeiro não aconteceu, porque você terá arcado com a velhice dele(s), que é cara, pois eles têm ainda mais complicações quando ficam velhos. O investimento é alto para se proporcionar a um pug tudo que ele precisa e deve receber para viver saudável, reproduzir e envelhecer de forma digna.
Se depois de tudo isso você ainda estiver disposto a seguir criando pugs, você estará diagnosticado com uma patologia específica, ainda não relatada nos anais da medicina humana: uma espécie de doce loucura causada pela hipnose que os pugs exercem sobre seus criadores, pelo seu grande poder de fascínio.
Desejo boa sorte a você!


Let us supose you never owned a pug before, and you intend to breed them. As a sugestion, we recommend you to visit us at www.nabucopugs.com/about the pug. There you will learn important features about this particular breed of delicate health, that requires a specific management.
You will only get knowledge about the breed with experience. We recommend you to go step by step, in order to realize if you really want it.
First save some money. Then, with no hurry, look carefully for a good quality puppy to be your foundation bitch. She must be nice and healthy and come from a well known bloodline. Wait for her. It is not any garantee, as you are buying a promise, but don't save your money for this. She will be you pet, you'll give her tender, love & care, and she will live indoor.
She will be ready to breed in her third season. Select an excelent stud dog to breed her (usually by AI), from a respectable kennel and compatible pedigree. You'll take her to where he lives, to breed her at least 3 times in different days.
But only when the babies arrive you will know if you want to have those nice little pugs at home again. Your pug bitch probably won't mind her puppies, nor cleaning or nursing them (she just wants to be with you). So there is 90% of chance of you spending 45 days & nights nursing the puppies each 2 or 3 hours, cleaning and keeping them warm. You will learn about trouble in deliverance and high incidence of c-seccions. You will handle with puppie's mortality (that increases if you don't know what to do to avoid it), and you will cry so much at this time. You'll also teach them patiently to eat mush food.
Two months after (and never before), you will try very hard to find responsible and loving owners who can afford those sensible puppies you love so much, because you spent so much time raising them. 
Apart from the litters, you will provide your pug(s) a good quality life among humans, so that you can have a happy and healthy pet. A pug really depends on sharing your company and receiving love not to get ill.
If you worth the love your pug devotes to you, you will take care of him until the end of his life. If you are this responsible owner, only as time passes you will realize you did not have the payback money for breeding pugs. Because at this time you'll have afforded his oldness, which is expensive, as they have much more problems as they grow old. It's is a high investment to provide a pug all he needs to live healthy, to breed and lead to a worth oldness.
After all that, if you still intend to go on breeding pugs, you will be diagnosed a specific illness, not yet reported by human Medicine. A kind of sweet madness caused by the hypnosis pugs exert on their breeders by their high power of seduction.
Wish you good luck!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Surpresa / Surprise


Vocês não nos vêem há um bom tempo. Helô e eu estamos prateadas.

A long time you don't see us. We are both silver.


 Nabuco´s Girl From Ipanema (Helô) e eu / Nabuco´s Girl From Ipanema (Helô) & me


quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

site legal / nice website

Quebra Pedra ( Phyllanthus spp )
Pessoal, olha que legal esse site sobre plantas Medicinais e Fitoterapia:

http://www.plantasmedicinaisefitoterapia.com


Hello every body, this is a nice website about Medicinal Plants & Phytotherapy. Unfortunately only in Portuguese.

http://www.plantasmedicinaisefitoterapia.com

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Bartô (caso nº 1) / Bartô (case #1)


Bartô em foto tirada ontem 29/11/2011
Bartô in picture taken yesterday 11/29/2011


Bartô não nasceu aqui, mas tem nossa linha de sangue. Ele nos foi enviado aos 9 anos de idade e foi recebido com muita alegria em julho de 2011. Chegou apresentando uma diarréia discreta que desapareceu em dois dias com o uso de probiótico. Atribuímos o quadro ao stress da viagem. Dois meses após, Bartô começou a apresentar uma diarréia muito severa. O exame das fezes não mostrou parasitas (estava vermifugado). O exame de sangue mostrou uma baixa da albumina (proteína) e uma leucocitose (indicador de uma infecção bacteriana). O tratamento com o antibiótico metronidazol (Flagyl) não surtiu efeito e o antibiótico foi trocado sem resultado. Passou a usar a ração "Sensible" da Royal Canin. O quadro se arrastou por 33 dias apesar da medicação e da ração terapêutica. Quando decidimos substituir a ração pela comida caseira, a diarréia parou imediatamente, após a primeira refeição com a nova dieta. Sua dietoterapia é baseada na Medicina Chinesa. Seguimos paralelamente com o uso do antibiótico. Um mês após a introdução da nova dieta, Bartô ganhou peso, houve melhora na pelagem, a dosagem da albumina melhorou, subindo de 1.8 para 2.0 g/dL (normal entre 2.3 - 3.8 g/dL). A leucocitose desapareceu.
Bartô segue acompanhado pelo dr Claudio Zagha, nosso veterinário clínico.
Amanhã ele vai começar a fitoterapia, prescrita por nosso veterinario Dr William Estellai.


Bartô wasn't born here, but comes from our bloodline. He was sent to us at 9 years old with much joy in our kennel at July/2011. He arrived presenting a mild diarrhea that disappeared in 2 days with the use of probiothic. We attributed it to the stress of travelling to us. Two months after, Bartô had a severe diarrhea. Laboratory tests did not show any parasites at feces (he was dewarmed), but the blood showed low albumin (protein) and leucocitosys (indicating a bacterian infection). He was treated by metronidazol (Flagyl) with no result. It was changed for another antibiotic and we begin to feed him medical K9 food called "Sensible" of Royal Canin. The diarrhea went on for 33 days despite medication and the prescribed food. When we changed the dry food to the home made food, he stopped diarrhea immediately. His dietotherapy is based on Chinese Medicine. He went on with the antibiotic. Now, after beeing fed only home made food for 1 month, his general health is much better, the fur more soft, and laboratory tests showed improvement of the albumin level in blood from 1.8 to 2.0 g/dL (normal between 2.3 - 3.8 g/dL). Leucocitosys disappeared.

Bartô is followed up clinicaly by our vet Dr Claudio Zagha.
 He will begin phytoterapy tomorow morning, prescribed by our vet Dr William Estellai.

A Saúde dos Pugs / Pug's Health

 Nosso Multi BIS & BISS Baker Street's Inspector Lestrade (Bonitão) na fisioterapia com Dr William Estellai
 Our Multi BIS & BISS Baker Street's Inspector Lestrade (Bonitão) at phisioterapy session with Dr William Estellai

Os criadores e proprietátrios de pugs sabem de sua saúde delicada, que demanda um manejo excelente e atento. Isso é particularmente evidente a partir dos 9 anos de idade. Pretendemos falar aqui de todos os problemas que tratamos em nossos pugs desde 1994 (o canil só foi registrado em 1995), da experiência que adquirimos com o plantel extenso, do que temos feito e do que deveríamos ter evitado fazer na juventude deles. Os problemas que vamos relatar não são exclusivos de nosso canil, cuja linha de sangue é formada pela confluência de outras linhas. São problemas comuns à raça, como relata a literatura médica veterinária. No momento 50% dos nossos 20 pugs têm mais de 9 anos. Muitos já partiram nesses 17 anos,  uns velhinhos e outros ainda jovens, por problemas diversos, deixando muita saudade, cada um com sua personalidade única e fascinante. Vamos agradecer se a experiência de vocês também puder ser compartilhada com todos nos comentários desse blog.

Breeders and pug owners all know about their delicate health that requires an excelent and alert management. This is particulary evident after 9 years old. We intend to talk about all illness we treated our pugs since 1994 (the kennel was registred only in 1995), about all we learned with such a numerous group of pugs, about how we have been treating them, and about what we should have avoided in their youth. All illness we will relate are not exclusive of our kennel, which bloodline comes from the combination of others. These are common problems of the breed, as related by the medical literature. At the moment, 50% of our crew of 20 pugs are older than 9. In these 17 years, many of our pugs have crossed the rainbow bridge, some old, others still young, and we miss all them so much, with their unique and fascinant character. We will thank you all if your experience can be also shared with all us in the comments of this blog.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

O Rango / The Food



Esta é a quantidade da mistura pronta para uma femea de pug para 1 dia: 220 gr que correspondem a 1 xicara de chá
Para um macho de pug: 330 gr, 1 xícara e meia

This is the amount of food we prepare for a pug bitch for 1 day: 220 gr ( 1 tea cup )
For a pug dog: 330 gr ( 1 1/2 tea cup )

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Nossa Dieta / Our Diet

Silivia preparando a dieta / Sivia preparing the diet


Aí vai a dieta adaptada às necessidades de nossos pugs. Ela está sendo usada há 1 mês, com melhora da textura da pelagem e da saúde geral de todos. Essa dieta é baseada nos princípios da medicina chinesa, por orientação de nosso veterinario, o Dr William Estellai, e pode ser usada em qualquer pug, já que ela abarca a necessidade de um número significativo de exemplares (20 em nosso canil). Para saber mais sobre o assunto Dr William indica o livro "Quatro Patas, Cinco Direções" de Cheryl Schwartz.
Ao modelo proposto pela medicina chinesa nós adaptamos algumas sugestões da comida natural, orientada pelo site www.cachorroverde.com.br que dá preferência a oferecer alguns ingredientes crus.
Não pretendemos assumir a responsabilidade por quaisquer problemas decorrentes do uso dessa dieta. Recomendamos conversar com o seu veterinário antes de oferecê-la ao seu pug.

Importante: Para saber sobre os alimentos proibidos para cães, acessar o link http://www.cachorroverde.com.br/proibidos.php


Nossa Dieta

25% de carne de boi moída crua, temperada com 1 fatia fina de alho fresco amassado (para cada cão). Ovos cozidos podem ser oferecido como alternativa 1 vez na semana, (ainda não testado em nossos pugs)

10% de fígado de frango cru, alternado com 10% de pescoço de frango pouco cozido e moído ligeiramente no mixer.

30% de batata doce cozida com a casca e amassada, alternada com inhame cozido com a casca e batido no mixer.

30% de arroz muito bem cozido

10% de um ou mais vegetais cozidos e batidos ligeiramente no mixer (abóbora, cenoura, abobrinha, beterraba, etc ) . Variar sempre os legumes para balancear a dieta.


Não usar sal
Não usar cebola
Não usar óleo para o preparo dos ingredientes.
Misturar bem os ingredientes na hora de servir, acrescentando para cada cão:
1 colher de café de levedura de cerveja em pó
1 colher de chá de azeite extra virgem

Dar para 1 fêmea de pug : 220 gr da mistura por dia
Dar para 1 macho de pug:  330 gr da mistura por dia

O ideal é que seja oferecido em 2 refeições.  Se não for possível pode dar em 1 só refeição. Essa é a quantidade ideal para os nossos pugs, mas vai depender de cada cão e da atividade física dele.



This is the diet adapted to our pug's need. It has been adopted for 1 month, with improvement of the fur and general health of all them. It is based on the principles of Chinese Medicine, by medical advice of our vet Dr William Estellai, and can be used for all pugs as it comprehends the needs of a significant number of specimens (20 pugs in our kennel). To know more Dr William indicates the book: "Four Paws, Five Directions" of  Cheryl Schwartz
To the model proposed by Chinese Medicin, we adapted some sugestions given by the website www.cachorroverde.com.br ( in Portuguese) that indictes Natural Food. (raw food).
We do not intend to assume the responsability on any disturbance caused by this diet. We advise to talk to your vet before offering it to your pug.


Our Diet

25% of raw minced meat spiced with a very thin slice of grinded fresh garlic (for each pug). Cooked eggs can be offered as an alternative once a week (not tested yet in our pugs).

10% of raw chicken liver alternated with 10% of slightly cooked chicken’s neck grinded in the mixer.

30% of sweet potato or yam cooked with the skin, grinded in the mixer.

30% of well cooked rice.

10% of one or more vegetables, cooked and slighty grinded in the mixer (carrot, pumpkin, beetroot or others, varying to guarantee the diet is well balanced).

Do not use salt
Do not use onion
Do not use any oil to cook the ingredients.

Mixed all  ingredients on time to offer the meal adding:
1 teaspoon of extra virgin olive oil  
1/2  teaspoon of brewer's yeast in powder


Pug bitches at us eat 220 gr / day divided in 2 meals
Pug dogs at us eat 330 gr / day divided in 2 meals

If not possible can be offered all amount once a day. This is the ideal amount to our pugs, but it depends on each dog’s activity



.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Em Resposta / Answering Questions


Queridos, respondendo a várias perguntas de vocês: em breve vamos postar o cardápio de nossos pugs e os critérios que utilizamos para escolher essa dieta adaptada para eles, assim como as outras razões importantes que nos levaram a suspender o uso da ração. Temos muitos cães idosos que nos indicaram o caminho.
Não penso em voltar a criar. Por enquanto sigo acompanhando o lindo trabalho de vocês que têm nossa linha de sangue, vendo nos seus cães a carinha inconfundível dos nossos.
Muito obrigada!

Dear friends, answering the many questions from you: we will soon post the home made food menu for our pugs and the criterion to choose the ingredients, adapted to their needs. Also the many reasons that led us to stop using dry food. Our many oldies pointed out the way to go.
I don't think about breeding again. Meanwhile I keep watching the beaultiful work of you who use our bloodline. So nice to see in your pugs the unmistekable faces of our's.
Thank you so much!
Sorry for my English, not that good!!!







Algumas de nossas veteranas. O pug mais velho do canil é Nabuco´s Girl from Ipanema (Helô) à esquerda na foto, completando 14 anos em dezembro.

Some of our old ladies. The eldest pug in the kennel is Nabuco´s Girl from Ipanema (Helô), on the left. She will be 14 in December.

A ração deles de cada dia / Their every day´s dry food

 Recentemente li um artigo que me deixou horrorizada. Fala sobre a fonte de proteina das rações que oferecemos aos nossos cães. Nos EUA e Canadá há uma lei que permite a utilização de produtos descartados para o consumo humano como fonte de proteina no preparo das rações. Se lá é assim, imagine aqui! Aí entram todos os tipos de horrores, que, segundo o artigo, vão desde carne de exemplares doentes (tipo vaca louca), até (pasmem!) os corpos de outros cães e gatos sacrificados ou mortos por doenças. O artigo é em inglês, se alguém quiser traduzir eu fico feliz. Essa é só uma das muitas razões pelas quais substituimos a ração por comida (balanceada, é claro!) em nosso canil para os 20 pugs!!! Seguimos nesse assunto nas próximas postagens. Já adiantando, estão todos muito bem de saúde.

http://www.naturalnews.com/012647_pet_food_dog.html


Recently I read an article that made me shocked about the source of protein in our dog´s dry food. It is unbelievable! This is one of the many reasons now we feed our 20 pugs with home made food. I´ll post more about it soon. By the way, all pugs are in very good heath.

http://www.naturalnews.com/012647_pet_food_dog.html

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

desde 1995 / since 1995

Desde 1995, após muitas ninhadas e 3 anos sem filhotes em nosso canil, voltamos para falar sobre nossa experiência com essa raça apaixonante, contar histórias e postar fotos antigas e atuais. Muito assunto pela frente!

Since 1995, after many litters and 3 years without puppies in our kennel, we are back to talk about our experience with this wonderful breed, tell histories and post old and new pictures. A lot to talk about!

Nabuco´s Dona Flor, Nabuco´s Hadija & Nabuco´s Tieta do Agreste,  jan/2011